fb-no-script
CANCELAR






Quanto tempo de antecedência devo iniciar minha preparação para OAB?

Confira as dicas do professor Rodrigo Bezerra e intensifique seus estudos

19/12/2016 - por Amanda Melo

Existe uma dúvida que permeia a mente da maioria dos examinandos: com quanto tempo de antecedência devo iniciar minha preparação para alcançar a aprovação na OAB? Mesmo sendo impossível definir esse tempo com precisão, dados como a elaboração do planejamento e metas no início da preparação, a dificuldade da prova (que varia para cada candidato), a facilidade de aprendizagem e a disponibilidade de estudo podem oferecer um referencial importante aos examinandos.

Estabelecimento de metas no início da preparação

O início da preparação é o momento mais determinante e crítico dos estudos. O paradoxo o que estudar X como estudar é comum nessa fase. E, por isso, o candidato deve estabelecer metas e objetivos realistas para a sua preparação. É verdade que quando sabendo exatamente a data da prova, torna essa fase é mais simples, visto que é possível criar um cronograma de estudos. Mas, criar um cronograma mesmo não sabendo o dia exato do Exame é essencial.               

Como? Segundo o professor de Língua Portuguesa e gerente de cursos do CERS, Rodrigo Bezerra, o candidato que planeja os seus estudos com muita antecedência à prova ganha, não só mais tempo de preparação, como também mais profundidade no seu estudo. O professor afirma que com mais tempo disponível é possível se dedicar mais a cada disciplina, o estudante não "decora" o conteúdo que será cobrado, e sim, o compreende em sua plenitude, evitando o famoso "branco" na hora da prova.

Uma vez estabelecidos o cronograma de estudos e as metas da preparação, o examinando já sabe quanto tempo é necessário se dedicar em cada disciplina.

Nível de complexidade da prova

Dados e estatísticas publicados pela Fundação Getúlio Vargas podem configurar um material rico para o quem se prepara para a OAB. Além disso, para ter uma noção do nível de dificuldade do Exame. Veja aqui: como a FGV elabora as questões da 1ª fase do Exame de Ordem?

O nível de complexidade das provas também pode ser percebido através da análise de provas anteriores. 

 

Facilidade de aprendizagem e Disponibilidade de estudo

Para esses pontos, é importante que o candidato entenda os seus limites. Para o professor Rodrigo, o examinando deve perceber quanto tempo consegue se preparar de forma proveitosa. Ou seja, de nada adianta passar noites e madrugadas estudando se, ao final desse processo, você não ter entendido o conteúdo. 

O candidato deve avaliar o quanto de tempo tem disponível durante a semana e distribuí-lo nos horários que sabe que o seu esforço e dedicação será proveitoso. 

 

Garanta sua preparação para a 2ª Fase da OAB XXI ou 1ª Fase da OAB XXII e receba o crédito para outro curso!*

Se você está na dúvida da aprovação, ou está aguardando as questões passíveis de recurso, não espere a divulgação do resultado final para iniciar os estudos. Aproveite a garantia do Seguro CERS.

Funciona assim: compre um curso da 2ª Fase OAB XXI, e caso não seja aprovado na 1ª, utilize o crédito para qualquer curso do CERS. Quem optar pela 1ª Fase da OAB XXII, e for surpreendido com a aprovação na 1ª Fase da OAB XXI, pode utilizar os créditos para um curso da 2ª Fase da XXI edição.

A transferência do bônus deve ser solicitada entre os dias 23 a 27 de dezembro, conforme data marcada para divulgação do resultado final pela FGV. Os interessados devem enviar um email para seguro@cers.com.br, para compras realizadas no site www.cers.com.br ou segurocersfranquias@cers.com.br para compras realizadas no balcão ou site das franquias do CERS Centro de Estudos.

Caso se aplique, o bônus deve ser utilizado mediante pagamento do valor faltante, de acordo com valor vigente no prazo de troca. Confira o regulamento completo aqui*.

Você pode se interessar por:

CURSOS PARA 2ª FASE – XXI EXAME DE ORDEM

CURSOS PARA 1ª FASE - XXII EXAME DE ORDEM