fb-no-script
CANCELAR






Como passar em concursos para Tribunais

Saiba por onde começar a sua dedicação antes de se inscrever para um certame

05/12/2017 - por Thaísa Moraes

Decidi que quero fazer concurso para Tribunais. Por onde começo?

Na hora de estudar para concurso na área de Tribunais é preciso se organizar. Um bom planejamento de estudos pode fazer toda diferença na conquista da sua aprovação! É que organização é a chave para a porta que te dará acesso direto ao caminho do sucesso.

 

Acompanhe abertura de editais e informações sobre concursos

Antes de mais nada, é importante saber que um bom concurseiro sempre acompanha a abertura de editais. Mas calma! Não precisa ficar extremamente ansioso. Siga estudando, que quando a prova estiver marcada, você estará pronto para garantir a sua vaga! Para encontrar os documentos oficiais do certame, você deve acessar os sites das respectivas bancas examinadoras.

Se você preferir informações mais gerais, como as expectativas para um novo concurso, dicas de preparação ou conteúdo das disciplinas, pode acompanhar tudo sobre o mundo dos concursos no site do CERS. Para quem usa Redes Sociais, é interessante seguir perfis especializados nessa seara também.

Confira nossa sugestão de perfis interessantes para concurseiros:

- CERS Cursos Online

- Professora Cristiane Dupret

 - Paulo Vieira Coach

Outro passo importante é prestar atenção às alterações legislativas e jurisprudência dos tribunais. Geralmente, essas modificações são cobradas em prova. Vale a pena estar atento aos jornais e aos sites dos próprios tribunais superiores e federais.

 

Como cumprir metas de estudo

Ainda seguindo a proposta de organização, estudar para concurso requer traçar metas que possam ser alcançadas. Não adianta preencher todos os horários com estudo, se não existe possibilidade de cumpri-los. Uma metodologia excepcional que pode ajudá-lo bastante é a meta SMART.

Com ela, você consegue estruturar seus objetivos e metas com um plano de ação construído com estimativas reais. Apesar de ser moderno e se aplicar perfeitamente nos dias de hoje, o acrônimo foi escrito e publicado pela primeira vez em 1981, pelo americano George Doran. Em inglês, “smart” quer dizer “esperto” e em suas letras traz cinco critérios essenciais e sugestivos para o desenvolvimento assertivo de metas. Confira quais são:

1 – S de Specifc (Especificidade)

Aqui é o início de todo o processo, onde você vai definir e detalhar os desafios que precisa enfrentar para atingir a sua meta.

Por exemplo, se você definir que a sua meta é “passar num concurso para tribunais”, precisa dizer em qual estado gostaria de ser lotado, se vai precisar de ajuda nos estudos e de onde virá essa ajuda, quais as suas limitações e tudo o que você vai precisar para alcançar a meta que traçou.

A propósito, se você estiver precisando de uma ajudinha nos estudos, vale a pena conferir os nossos cursos para tribunais, ministrados pelos melhores professores, com dicas determinantes para a hora da prova.

2 – M de Mensurable (Mensurável)

Nesta etapa, você deve definir o que gastará de tempo e dinheiro para atingir resultados, deixando claro o período necessário para cada um deles.

Por exemplo, se você tem alguma disciplina que é o seu “verdadeiro calo”, certamente vai precisar de uma dedicação maior. Divida bem a sua carga horária para que dê tempo de se preparar bem e dominar todos os assuntos que constam no edital, antes da data da prova objetiva.

Se tiver dificuldade para realizar a divisão de tempo e estudos, a Ad Verum pode ajudá-lo, propondo um plano de estudos especialmente para você.

3 – A de Attainable (Alcançável)

É preciso saber que quando se traça uma meta inalcançável, a frustração será o resultado. Já que não é isso que você quer, é bom sonhar mantendo os pés no chão. Isso não quer dizer que você não possa traçar grandes metas, apenas que elas precisam ser palpáveis, possíveis de serem atingidas.

Por exemplo, se você quer dar todo o gás nos estudos depois que saiu o edital, tudo bem. Inclusive, é um ótimo plano. Só não invente de planejar 20 horas de estudo por dia porque é algo humanamente impossível.

4 – R de Relevant (Relevância)

Este é um momento de reflexão. Depois de ter alcançado a meta que você traçou, vai sentir que tudo valeu a pena? Haverá impacto positivo na sua vida e na das pessoas a sua volta? Se as respostas forem sim, vá em frente!

Por exemplo, se o seu sonho é passar num concurso do Tribunal Regional do Federal da 5ª Região para o cargo de Analista Judiciário, na área judiciaria, e ganhar mais de R$ 10 mil como salário inicial, e isso mudará a sua vida e a de quem você ama, não deixe que os percalços o façam desistir.

5 – T de Time-related (Temporal)

Desta vez, o tempo volta a ser pautado, só que com maior ênfase. Aqui você vai determinar o tempo para cada um de seus passos dentro da sua meta com datas realistas.

Por exemplo, sabe aquela disciplina que você já identificou que tem maior dificuldade em entender os assuntos? Pois bem, determine um prazo para pesquisar a melhor forma de estudá-la, tanto em cursos para concurso como metodologia e horários de dedicação durante a semana. Quanto mais você postergar essas definições, mais distante você ficará de cumprir a sua meta. Então, comece a ser proativo o quanto antes!

 

Equilíbrio entre corpo e mente

Vale lembrar que um corpo são permite uma mente sã e, por isso, o descanso entre obrigações é fundamental.  Lembre-se de sempre manter em dia as necessidades que o seus músculos e o seu cérebro precisam para realizarem atividades com bom desempenho.

Confira algumas dicas que podem ajudar a otimizar a sua disposição:

1) Beba bastante água para hidratar o seu corpo para que ele funcione adequadamente. O ideal é ingerir dois litros por dia.

2) Faça exercícios físicos para aliviar o estresse e manter o corpo saudável. Você pode fazer natação, luta, malhação, corrida, dança, pilates, yoga ou qualquer outra modalidade, de acordo com a sua preferência. O importante é se sentir bem.

3) Mantenha a postura adequada, principalmente na hora do estudo, para não sentir dores musculares que possam comprometer suas atividades cotidianas.

4) Faça refeições saudáveis, escolhendo alimentos naturais, e não se esqueça de lanchar em horários propícios. A alimentação regrada ajuda bastante na digestão. Além disso, alguns alimentos, como frutas secas e sementes, facilitam a comunicação entre as células, melhorando assim a sua memória.

5) Descubra quantas horas você precisa dormir para se sentir bem durante todo o dia e não comprometa o seu sono. Você vai precisar de disposição para estudar

 

Inteligência emocional para concursos

E falando em equilíbrio, ao lado do aspecto cognitivo, deve caminhar o aspecto emocional. A inteligência emocional vem sendo abordada e analisada ao longo de diversas obras e treinamentos, tornando-se uma preocupação cada vez maior por parte daqueles que começam a perceber o quanto ela é necessária para se alcançar resultados verdadeiramente eficazes.

Segundo a professora Cristiane Dupret, ao utilizar a inteligência emocional de coach para concursos, você será capaz de entender como surge a ansiedade e o descontrole e o que pode ser feito para combatê-los. “Ao fazer isso, você será capaz de potencializar o bem estar e com isso, propiciar o foco atencional adequado e processo de recuperação das memórias que envolvem os conteúdos estudados”, explica.

Para o coach Paulo Vireira, a determinação é um ponto chave que fará o seu sonho se tornar realidade. Ele define a palavra como continuar caminhando na direção de seus objetivos, mesmo diante de obstáculos, problemas ou adversidades. “Muitas pessoas podem pensar que o contrário de sucesso é fracasso, mas isso não é verdade. O contrário de sucesso é desistência”, alerta.

A dica é que se por acaso acontecer o fracasso, que você aprenda com seus erros e não desista. Por exemplo, se numa das etapas de sua meta, você definiu que deveria resolver 100 questões em quatro horas, mas não conseguiu, tente outra vez. Avalie onde você passou mais tempo na resolução do problema e procure saber por que passou tanto tempo num só quesito. A partir daí, você vai poder otimizar o seu tempo na hora de simulados e testes, preparando-se melhor para o dia da prova.

Em outras palavras, não importa se você não atingiu o seu objetivo logo de primeira, o importante e, na verdade, essencial, é seguir sempre em frente.

 

Próximos passos 

Anotadas as primeiras dicas, o próximo passo é assumir o compromisso de determinação. A partir dele, você já pode iniciar a sua preparação otimizada para se dar bem na prova e realizar o seu sonho. Esse foi o nosso primeiro artigo de uma série de 10 etapas sobre concursos para tribunais. Você vai aprender ainda mais sobre como conquistar a sua aprovação! Vamos juntos?

 

Confira os concursos para Tribunais que estão abertos

TRT 21ª Região

Inscrições: Até o dia 11 de Outubro. 

Data da prova objetiva: 10 de Dezembro

Fique por dentro de tudo sobre o concurso aqui!

 

TRF 5ª Região

Inscrições: Até o dia 27 de Outubro. 

Data da prova objetiva: 3 de Dezembro

?Fique por dentro de tudo sobre o concurso aqui!

 

TCE SP

Inscrições: Até o dia 31 de Outubro. 

Data da prova objetiva: 12 de Dezembro

?Fique por dentro de tudo sobre o concurso aqui!

 

Você pode se interessar por:

Confira o panorama de concursos para Tribunais